fbpx

@s Nutricionistas começaram 2021 com um grande presente: a publicação da Resolução CFN 679 que regulamentou o exercício das PICS, incluindo a Terapia Floral (TF)! Parabéns!!
Muitos nutricionista já vinham aplicando a TF em sua atuação profissional com resultados gratificantes, e a regulamentação trouxe mais segurança para a atuação desses profissionais que são fundamentais para a saúde!

Nutrientes são informações que adquirimos através da alimentação e são a base de manutenção de um organismo saudável! Pensamentos também são informações e influenciam nossos hábitos alimentares!
Nossa relação com a comida diz muito sobre nossa personalidade, nossos anseios, nossa história. Interpretando as preferências e comportamentos alimentares das pessoas, podemos saber algumas coisas sobre suas emoções. Não dizem que “você é o que você come”? Então: isso faz muito sentido. Há inclusive, quem estude a psicossomática dos alimentos para entender o que está por trás de uma deficiência nutricional, por exemplo.

Essa é uma das áreas que são abordadas na TF e que nutricionistas podem usar como ferramenta para entender o que se passa com o paciente.
Além disso, podemos utilizar os florais para melhorar a adesão do paciente a dietas ou flexibilizar uma alimentação deficiente em nutrientes essenciais. Pouco adianta dizer a uma pessoa que ela deve mudar seus hábitos alimentares, que certo alimento lhe faz mal, que tem que diminuir o consumo de algo se ela não se conscientizar disso se comprometendo com o tratamento. É aí que a TF entra: atuando sobre o emocional que está dificultando os resultados.

Intolerâncias, dificuldade de absorção de nutrientes, baixa adesão a dietas, distúrbios alimentares, resistência a mudanças de hábitos, autoboicote, apetite desequilibrado (para cima ou para baixo) são alguns exemplos de questões que podem ser facilitadas no atendimento clínico d@ nutricionista aplicando a TF!

Já tive alunas que, unindo esses conhecimentos, estão fazendo a diferença na vida de muitos!

Já pensou em ser um@ nutricionista integrativ@?
Comente se você já teve uma experiência na área com TF (como paciente ou profissional)!

Nenhuma Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *