fbpx

MEDO… ah, o medo. Digo que está por trás de muitos de nossos problemas…
Costumo dizer que vários “defeitos” de nossa personalidade podem ser traduzidos por medo:
– Avareza: medo de não ter o bastante.
– Ciúme: medo de perder (aquilo que não tem).
– Agressividade: medo de ser agredido.
– Vaidade: medo de não ser bom o bastante… e por aí vai.
.
O medo tem uma função primordial e que nos fez sobreviver até aqui desde os tempos mais remotos: PROTEÇÃO!
Se não fosse o medo dos predadores e de outras ameaças, não teríamos chegado tão longe. Faz parte do instinto de sobrevivência.
.
Porém, em muitos de nós, o medo é constante e dominante, nos deixando paralizados sem conquistarmos aquilo que poderíamos alcançar. Medo nos impede de crescer, de ousar, de tentar, de conseguir. Quantos de nós já deixamos sonhos pra trás simplesmente por medo do fracasso… e por medo, fracassamos!
.
Aquele medo ancestral, que nos manteve em segurança, permanece constante e desproporcional em muitas pessoas até os dias de hoje. Esse tipo de medo não é saudável e pode somatizar em vários problemas, muitas vezes ligados ao sistema urinário.
.
Se você tem muitos medos impeditivos e não sabe como superá-los, uma essência que pode ajudá-lo é GOIABA dos Florais de Saint Germain. Goiaba trabalha medos concretos e medos indefinidos, estabilizando o plexo solar.
Indicada para medos em geral. Traz coragem para enfrentarmos situações de grande perigo, as grandes provas da alma, ou situações de muita pressão, e para quando surge o medo da perda do controle. O uso dessa essência floral nos traz grande força interna acompanhada de um sentimento de paz, tranquilidade e equilíbrio. Goiaba harmoniza todos os chacras e corpos sutis, principalmente o chacra do plexo solar que, em situações de emergência, é o primeiro a ser desestabilizado e assim, dando entrada à atuação de forças astrais negativas em nosso campo energético.
.
Medo é uma emoção importante e não deve ser suprimida: deve ser trabalhada quando se torna excessiva! Quando superamos nossos medos, nos tornamos mais fortes.

Nenhuma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *