fbpx

A anorexia nervosa, também chamada somente de “anorexia”, é um transtorno alimentar capaz de afetar pacientes de ambos os sexos, mas com maior prevalência entre mulheres. É causada por um desejo excessivo, ilimitado e sem controle de emagrecer e de se manter num determinado padrão de beleza: algo que pode começar na adolescência.
Quando uma paciente possui anorexia, para de comer e não consegue ver que seu corpo, aos poucos, está definhando com a falta de nutrição adequada. Pode até mesmo deixar de sentir fome por completo.

Costelas começam a ficar aparentes e a anoréxica passa a desenvolver doenças e condições complementares, como a alopecia causada pela falta de nutrientes.
Mesmo com uma aparência clara de magreza excessiva, esse transtorno alimentar é capaz de fazer com que a pessoa se veja com sobrepeso e continue na busca pela magreza ideal.

Anorexia é, acima de tudo, um distúrbio de imagem corporal.
Além de não comer, a pessoa que tem anorexia pode acabar exagerando nos exercícios físicos e no uso de medicamentos laxantes e diuréticos, sempre com a intenção de perder peso.
Essa condição não é a única relacionada à autoimagem, sendo que a anorexia e a bulimia são duas doenças do tipo. Na bulimia, o paciente se alimenta e sente fome. Às vezes, come até mais do que o normalmente comeria, para depois vomitar até que o estômago esteja vazio.
Apesar de similares, a anorexia e bulimia possuem evoluções diferentes, mas uma pessoa com anorexia também pode ter bulimia.
.
Na metafísica, anorexia é negar-se à vida. Medo, auto-rejeição e ódio de si mesma ao extremo.
.
Consciencius (Fisioquântic) é um floral quântico que, apesar de inúmeras aplicações e do amplo leque de efeitos positivos em tantas áreas diferentes, foi desenvolvido para distúrbios de imagem, em especial a anorexia. Trabalha foco, autoestima, clareza mental, mas principalmente a consciência de nosso valor pessoal, de nossa beleza e de nosso potencial. Não há quem não use e não se encante com os resultados!

Se você conhece alguém com este problema, envie este post e converse com ela: há recursos que equilibram o emocional e podem ajudá-la.

Categoria:

Nenhuma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *