fbpx

As unhas desenvolveram-se a partir de garras, ou seja, são resquícios delas, e em consequência têm a ver com nossa herança agressiva e nossa origem. Como deixamos de utilizar as garras diretamente na luta diária pela vida, precisamos apará-las. Antigamente, elas se desgastavam, como acontece com os animais. Quanto a isto, é igualmente uma atitude honesta e uma desilusão observar quem além de nós tem garras no mundo animal; o revestimento agressivo, tanto das unhas como das pessoas, fica claro.

Em muitas culturas, seu comprimento é sinal do quanto a pessoa se manteve distante do trabalho braçal diário. Ao mesmo tempo, esse costume deixa claro quanta agressividade é necessária para impor um tal estilo de vida e conservar o poder correspondente.

Também entre nós, unhas bem cuidadas são um sinal de trabalho intelectual e de seu trato refinado com a agressividade. Em nossa cultura, mulheres que exibem seus símbolos de agressão com orgulho, não poupando gastos em seu cuidado e colocando-os em evidência com cores brilhantes. A agressão e o amor unem-se em paixão nas longas unhas pintadas de vermelho, e as garras assim acentuadas sinalizam algo eroticamente sedutor.

Unhas vermelhas chamam a atenção para si, para as qualidades sedutoras de sua proprietária, ou para o sangue que goteja de suas garras. Unhas têm ainda um caráter saturnino, limitador, já que podem também sinalizar: “Até aqui, não prossiga.”

Agora, em uma época que ao mesmo tempo combate a agressão e é extremamente agressiva, não é mais tão fácil manter as unhas perfeitas. Seja por serem atacadas por agentes estranhos, tais como fungos, ou amputadas de livre e espontânea vontade com os dentes, sobretudo pelas crianças. Ou ainda por se tornarem quebradiças e lascarem com facilidade, elas sempre lançam uma luz sobre nossa maneira de lidar com a agressividade. A fragilidade em lidar com sua própria agressividade se reflete em unhas que quebram e não se mantêm.

SAPIENTUM (SG) conecta-nos com nossa sabedoria. Floral maturativo, atua em camadas profundas do corpo emocional, trazendo coragem frente a certas situações. Para os frágeis, indolentes e abatidos, que sentem falta de vigor.

Categoria:

Nenhuma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *